17 de abril de 2015

Desafio # 30 Dias Sem Pão nem Massa

Postado por Raiza Ferreira às 12:38 AM

*algumas coisinhas que fiz ao longo desses 30 dias :))
Para os que me acompanham na Fanpage do Facebook (quem não curtiu ainda, clica aqui ó) sabem que há um mês atrás, iniciei a hashtag (#) 30 dias sem pão nem massa (#30diassempãonemmassa) e prometi fazer um relato ao final dessa experiência e ai vamos nós.
A iniciativa veio de um amigo meu, que já esta a mais de 60 dias sem comer pão, daí pensei: por que não faço também? e resolvi me auto desafiar. Pelo whatsapp íamos trocando receitas e mostrando um ao outro o que tinha feito, por algumas vezes combinamos o que iriamos fazer no café/janta.

No começo achei que seria mais "fácil" mais ao longo dos dias, percebi que as opções de comida vão se esgotando e é nessas horas que a criatividade tem que aparecer.

Meu café da manhã normalmente é com Iogurte onde acrescento: chia, farinha de linhaça, aveia, colágeno, canela em pó, granola e/ou cereal integral (calma! não é tudo isso por vez). Porém nos finais de semana, gosto de um café da manhã mais 'elaborado' e é ai que entra a tapioca, o cuscuz de tapioca, a banana da terra cozida e por ai vai.
                                      
meu iogurte "turbinado"

De lanche, sempre levava biscoito integral, mais seria massa --' e como deveria evitar o glúten, optei por:
- Barra de Arroz
que custa em média 4 a 5 reais um pacote que vem com 6 barras. São ótimas (eu adoro) e apesar de ser leve, dá para enganar bastante o estômago.
                                               
*foto retirada do google

- Good Soy
custa menos de R$3 o pacote, é gostoso, não contém glúten porém acho que poderiam diminuir mais o teor de sódio.
                                                       

- Canjica de Milho Okoshi
também custam menos de R$3 cada pacote, tem a versão doce com açúcar mascavo e a opção salgada com sal marinho, amo as duas versões.
                                                   

- Pipocas Magrela
essas são mais baratas ainda, custam menos de 2 reais, são quase idênticas a pipoca normal e não é artificial como as de microondas. Como amo pipoca super aprovo, ah sim, também possui versão doce e salgada.
                                                   
- Pasteis de forno, com massa de batata doce (para quem gosta de batata doce, fica excelente), como disse, não sou muito fã.
                                      

Sim, poderia levar frutas para o lanche, mais aqui em casa se não for laranja ou abacaxi as frutas perdem, por isso, compro pouco.

O almoço é um pouco mais fácil, até porque em casa ou na rua, você pode adaptar o seu cardápio a sua dieta. Porém, nos finais de semana principalmente ao domingos gosto de fazer uma massa e mesmo sendo a integral, não quis arriscar, até que encontrei o Penne sem glúten da Tivva que se tornou meu novo amor e nem parece que é sem glúten de tão leve que é.
* foto retirada do google

As sobremesas, também são fáceis de se adaptar. Particularmente gosto muito de chupar laranja, comer gelatina, cocada zero açúcar e quando estou na rua tomo frozen/picolé de fruta/sorvete de frutas.

                   
                                       Gelatina com chia e iogurte natural (em breve a receita)

                                          
Gelatina com Chia (só adicionar chia na hora do preparo)
                                         
Frozen Yogurt (clica aqui ó)

Pé de Moleque diet ou Cocada diet

Tortinha Fit de Maracujá 

brigadeiro com leite condensado de soja

Balas de alga, que saciaram a vontade de comer doce
* foto retirada do google

Bom, essas foram algumas das sobremesas que me "salvaram" quando estou em casa e na rua.

Ah minha amiga, a janta foi onde o bicho pegou. Não sou muito fã de aipim/inhame/batata doce então praticamente, fiquei a base de tapioca, cuscuz de milho salgado ou doce (com banana da terra) e sopa, fora outras receitas que fiz de teste (deram certo e que depois posto).
                                         
cuscuz com tomate, orégano, cebola e creme de ricota light
                  
 tapioca com tomate, orégano e queijo
                 
 crepioca (clica no nome, que aparece a receita)
                
 panqueca sem glúten nem lactose (breve receita)
               
pizza sem glúten (breve receita)
                
queijo branco e frutas
                
falsa pizza, com tapioca

Bom, mal a 'saga' terminou e já quero repetir a dose, podem perguntar o que mudou? me sinto mais leve, sem aquela sensação de estar empanzinada sabe? acho até que perdi algumas gramas. Mudar os hábitos alimentares, por mais que seja difícil no começo, trás grandes benefícios futuros e ao longo do percurso você vai percebendo as vantagens, vai se adaptando e tomando gosto para pesquisar sugestões simples e que podem ser substituídas no seu dia a dia.

Sim, valeu a pena!
e se precisarem de alguém para incentivar e até mesmo acompanhar com você, podem contar comigo. ;)

0 comentários:

 

Morando sozinho? e agora, o que vai fazer para comer? Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review