17 de agosto de 2014

Belém, a sorveteria Cairu e de quebra alguns pontos turísticos ;)

Postado por Raiza Ferreira às 9:42 AM
                                 

 Para os que não sabem, passei 4 dias na cidade da Joelma e do Chimbinha, nunca imaginei na minha vida que conheceria Belém do Pará primeiro que o Rio de Janeiro, na verdade, nunca tinha me passado ir para o  Pará, porque como a maioria, diz/pensa: O que tem de bom no Pará? foi ai que me surpreendi...Só para desmistificar, Belém é lindíssima!

- Pontos Fortes:

Culinária: pratos como o Tacacá, Pato no Tucupi, Maniçoba, Vatapá (diferente do da Bahia), Peixes de água doce (experimentei Filhote, muito gostoso)...Ah sim, a Sorveteria  Cairu...como Belém é uma cidade na qual, Deus abençoou com o sol e com a umidade (não é atoa que lá chove religiosamente todos os finais de tarde, por isso, se for não se assuste) claro que não poderia faltar uma boa sorveteria para as pessoas poderem se refrescar no calor não é mesmo? da mesma forma que aqui em Salvador-Ba temos a famosa (the best kk) sorveteria da Ribeira, e em Fortaleza-CE se tem a 50 sabores (sim, esse é o nome) em Belém eles tem a sorveteria Cairu (considerada a melhor do Norte) como nas outras citadas lá também é possível degustar todos os sabores antes de decidir qual será o sabor escolhido (difícil escolha), ainda mais por ter vários sabores de frutas regionais que para a gente, pode-se dizer que é "exótico" como: Bacuri (parece com jaca), Murici (lembra um pouco queijo), Uxi (com seu gosto marcante) entre outros, sem esquecer é claro dos de Açaí, Cupuaçu, Taperebá (que é o mesmo que cajá), o de Castanha do Pará e os outros sabores tradicionais de qualquer sorveteria. Só uma ressalva, o sabor chiclete, vem com mine chicletes dentro o que dá um up diferencial ao sorvete ;)

Preço da Bola: R$ 6,00
Preço do Picolé: R$ 2,00 (também, vale super a pena)
* tem também sorvetes Diet , por: R$6,50 ^^
    
* o sorvete da foto é chamado de Carimbó, a perfeita combinação de Castanha do Pará e Doce de Cupuaçu

- O Açaí, não sei no resto do Brasil, mais aqui na Bahia temos o costume de tomar açaí com granola, leite em pó, banana...mais lá não, o açaí para eles é um acompanhamento, ou melhor, depois das refeições eles tomam o açaí como complemento da refeição, não importa se você esta em uma pizzaria, em um bar ou no restaurante, para eles, o importante é degustar ele puro, no máximo com um pouco de tapioca, farinha d'água e/ou açúcar, o engraçado que toda vez que falávamos do açaí daqui da  Bahia eles faziam questão de dizer que o que vinha para cá era o que saia de lá e é ele na sua forma industrializada e não in natura como é servido por lá, por isso que lá o açaí tem um gosto mais marcante.
                                                     
Pontos Turísticos: então, apesar de muitos pensarem que lá só vai encontrar índios e 'mato', vão se surpreender ao saber que lá possuí:

 - Mercado Ver o Peso, a maior feira livre da América Latina, (sem foto próxima porque todas as pessoas indicaram não mostrar celular por lá, apesar de possuir ronda policial), mais lá você encontra desde o artesanato até frutas/verduras - peixes e camarão, porém a feira é dividida por setores, se não quiser ir visitar a parte "fedorenta" (peixes...) é só não ir ;) #ficaadica.

- Theatro (com "th" mesmo, como se escrevia antigamente) da Paz, belíssimo, vale a pena pagar R$4,00 (inteira) e R$2,00 (meia) para conhecer essa belíssima obra prima com influência europeia e bancada com a exportação do látex, ah sim, conta com guia (só não sei se são bilíngues).
    
- Mangal das Garças, como o nome já diz é um ambiente onde há junção de cultura (possui museus dentro) com lazer, onde se pode apenas passear pela área verde e ver as garças lá presentes (se der um pouco de sorte irão ver o momento em que elas se alimentam) ou desfrutar da linda vista de Belém (do alto) pagando R$4,00, pode também comprar o passaporte de R$12,00 e visitar o Borboletário, o viveiro de Flamingos, o Orquidário e ver Belém a 40m do chão (calma, tem elevador kkk). Ah sim, lá também possui, Restaurante (não sei informar nada sobre, pois estava fechado) e mais dois quiosques onde é possível comprar água, picolés, sorvetes, salgados...com o preço camarada ;)
                             
                                     
- Antigo Presídio, que hoje segue o nome de Associação São José Liberto possui um Polo Joalheiro, O Museu de Gemas do Pará e também a Casa do Artesão (onde se pode comprar artesanatos variados e também doces da região) - não paga para entrar o/
                                     
- Estação das Docas, pode se dizer que é um complexo de arte (conta com shows regionais durante a noite), lazer (só em estar lá, tomar uma "brisa" e esperar a chuva da tarde, já vale a pena ) e Gastronomia (segundo os taxistas que tive contato, lá é o melhor local para degustar a culinária regional e é claro, o sorvete da sorveteria Cairu), ah sim, é da estação das docas que sai um barco de passeio ás 17h pela costa da cidade, mostrando uma visão diferente da baía (infelizmente não consegui fazer).
                                                    
- Ver o Rio, linda vista da Baía Guarajá, acredito que seja melhor a noite por ser o horário de funcionamento de um Restaurante que fica dentro de um barco, mais ir durante o dia não tira a sua beleza, ótimo para passear com a família e para os que tiverem tempo, andar de pedalinho :)
                                        
- Complexo Feliz Luzitânia, localizado na cidade velha (só sei dizer que é uns 10min. andando do mercado Ver o Peso), onde se encontra:
Casa das Onze Janelas (não descobri o porque do nome; possui o MAM -Museu de Arte Moderna vale a pena ver, e também um restaurante na qual se paga R$50,00 e come a vontade).
Catedral da Sé (muito linda por dentro e por fora, vale a pena separar 5min. só para dar uma olhada rápida)
Forte do Presépio (por apenas R$1,00 você pode desfrutar de uma linda vista da baía Guarajá, ver o fundo do mercado ver o peso, além de conhecer o Museu do Encontro que possui artefatos antigos de povos pré históricos e também de peças artesanais marajoara).
Complexo de Santo Alexandre (com R$2,00 é possível conhecer a Igreja de Snt. Alexandre e também o Museu de Arte Sacra do Pará).
                                       
*dentro do Forte do Presépio, ao fundo se tem a vista do Mercado Ver o Peso e parte da cidade

- Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, toda trabalhada no mármore, a basílica é conhecida mundialmente por ser o santuário com uma das maiores manifestações de fé conhecida como O Círio de Nazaré (ocorre sempre no 2º domingo de outubro) a procissão, atrai romeiros não só do estado, como também estrangeiros e de toda a parte do Brasil, vale a pena conhecer.
                                                      
Bom, Belém vai ficar para a minha história, pretendo voltar, afinal não desfrutei das comidas tipicas (me julguem), não conheci as 'praias'de lá e também não fui em todos os pontos turísticos (fui na maioria), ou seja, já tenho grandes motivos para voltar, não acham? que, tiver oportunidade de conhecer, pode ir sem medo, vale a pena sim! a única e maior dica que dou é [se hi-dra-te!!!] pois a cidade é quente e você vai precisar de líquidos.

*Os taxistas são super atenciosos, pelo menos, demos sorte com todos que pegamos.






7 comentários:

Anônimo disse...

Seu post veio em uma ótima hora!
Sou paraense mas saí de lá ainda pequena... irei voltar agora em Setembro para "re-conhecer" minha terra natal... e ando em busca dos "pontos turísticos" pela net... e não é que veio seu post??? Irei imprimir pra levar comigo!!!
Beijos

Roberta

Raiza Ferreira disse...

Olá Roberta,
tomara que minhas experiências sirva para ti, qualquer dúvida é só falar ;)

Beijos!

Erika disse...

Olá, gostei mtooo , vou conhecer o Pará em janeiro, sei q nas férias fica mais caro ir mas é a única época q estou de férias. Se puder me dar mais dicas aceito , beijos

Erika disse...

Olá, gostei mtooo , vou conhecer o Pará em janeiro, sei q nas férias fica mais caro ir mas é a única época q estou de férias. Se puder me dar mais dicas aceito , beijos

Raiza Ferreira disse...

Olá Erika, boa noite!
A minha viagem para Belém foi bastante rápida e tive que conciliar congresso x passeios mas assim, tudo que vi gostei muito lógico que ficou aquele gostinho de quero mais kkk
Fiquei com vontade de visitar o lugar que eles chamam de Caribe do Norte se não me engano é esse o nome que dão e provar todas as comidas regionais que por conta de estar em grupo nem todos queriam provar e o prato em si (nos restaurantes que fui) além de serem porções generosas o preço era um pouquinho salgado.
Mas espero que a sua viagem seja inesquecível assim como foi a minha e se puder/lembrar comenta aqui depois dizendo um pouco da sua experiência.

A dica que dou é: Beba bastante água porque faz um calor danado e use protetor solar kkkk

Beijos e boa viagem! ;))

Regina disse...

OLÁ Raiza..legal q vc veio aqui, viu, conheceu e gostou; são poucos os que conseguem ver o valor da cidade e da sua gente (apesar dos políticos q parecem não entender isso..); MAS queria fazer uma correção, sobre o Açaí, vc deve ter visto o Açaí como complemento, tipo sobremesa, pós refeiçao; entretanto o Açaí eh mto mais q isso; o Açaí eh um alimento completo, originalmente eh a refeição do povo paraense, ribeirinho ou não, daí são variadas as formas e preferências em tomar o Açaí..pode ser tomado puro (como se diz" soh p creme, mano!= qdo algo eh mto bom!! =tão bom qto o Açaí do grosso = quase uma papa...a polpa do Açaí),..pode ser tomado soh c açúcar. .ou com mais farinha de mandioca..oi farinha de tapioca..alguns tomam c peixe ou charque..ou camarão. .o q for do gosto do freguês...e aí eh soh se deliciar... No mais pode vir pq geralmente aqui as pessoas recebem bem e as vzs já. Vão levando logo p cozinha!! rsrs.. Tem uma música aqui q fala se vc foi ao Pará, parou; tô ou açai, ficou!!" Bye bye e boa viagem!!

Raiza Ferreira disse...

Oi Regina, tudo bom?
Estava viajando e só vi seu comentário hoje, fui na sua cidade e AMEI!quando houver outra chance irei com toda a certeza, até porque não explorei o Mercado Ver o Peso como queria...enfim, quanto ao açaí eu comi pela 1ª vez no restaurante quando pedimos um peixe assado e foi como explicou, vem junto o açaí com a farinha de tapioca (com diferentes texturas), no inicio até achei estranho mas ao longo da viajem percebi que é mais que normal para vocês.

Obrigada por ter lido o texto e aprovado. Beijos

 

Morando sozinho? e agora, o que vai fazer para comer? Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review